Category

Diário ceramístico

Desde o início – Conceitos básicos sobre cerâmica

By | Diário ceramístico, O universo da cerâmica | 2 Comments

Te aviso desde o primeiro momento que eu não sou expert em nada aqui. Iniciei na cerâmica em outubro de 2015, o que faz de mim nada além de uma iniciante neste universo infinito de barro, pózinhos mágicos e altas temperaturas. Tudo o que você vai ler daqui para frente não passa do fruto dos meus estudos, pesquisas, muito trabalho e dedicação à cerâmica, coisa que passou a ser parte da minha vida de uma forma que eu nunca sequer sonhei. Dito isso, podemos começar!   E nada melhor para começar, que efetivamente o começo, não é mesmo? Eu contei neste post aqui, de 2016, um pouquinho sobre como a cerâmica veio parar na minha vida, assim, sem mais nem menos, da forma mais despretenciosa possível. Agora vou contar para vocês como e porquê ela ficou e criou raízes enormes que só crescem, todos os dias:   O que é cerâmica?   A definição básica de cerâmica que mais me agrada é o bom e simples argila cozida. Sim, cozida. Você poderia dizer queimada também… sinceramente não vejo nenhum impedimento para falar assim, mas a maioria das bibliografias que eu li falam de cozer e acho que me acostumei com o termo, é isso. Se você procurar no google, facilmente terá definições como “potes e outros artigos feitos de argila endurecida através do aquecimento” entre outras coisas um pouco mais estéticas, relacionadas ao campo das artes bem como definições que falam sobre a composição química do material. De qualquer forma, cerâmica é argila cozida, em todas as situações. E aqui eu começo a trazer vocês um pouco para o meu universo: Eu AMO química haha Não sou nenhuma expert no assunto mas era minha matéria favorita no colégio, foi o curso que escolhi para prestar vestibular de teste quando estava no…

Read More
WhatsApp chat Dúvidas? Fale pelo WhatsApp